A Primeira série da Temporada 2017 do Xiquitsi não podia ter sido melhor! De 9 à 14 de Maio, a Cidade de Maputo parou para testemunhar o maior evento de música clássica dos últimos tempos em Moçambique. Foram 6 dias de muita música, e surpresas agradáveis para os amantes da música erudita.
Na verdade a grande surpresa desta série foi no dia 9 de maio, na abertra da Temporada, onde Estevão Chissano, aluno do Xiquitsi, encheu o Centro Cultural da Universidade Eduardo Mondlane com a sua primeira obra musical – uma “Missa” com 5 andamentos “kyrie, Glória, Credo, Sanctus e Agnus Dei”. A belíssima prestação de Chissano valeu-lhe uma ovação à altura da grandeza do Xiquitsi, uma experiência única e marcante para Chissano mas sobretudo para o Projecto de Música Clássica de Maputo e a demonstração clara de que os alunos do Xiquitsi já estão preparados para grandes desafios.
Para além de Chissano esta noite de abertura também teve um suporte muito forte de outros alunos do Xiquitsi que entraram em cena. São os casos de Yannick Jafar e António Nhancale, ambos no violino. A acompanhar-lhes nesta celebração à música clássica esteve Xixel Langa (voz), Kika Materula (direcção orquestral), Carlos Pereira (direcção coral), Orquestra e Coro Xiquitsi, os grupos Santa Cecília, Sociedade Presbiteriana dos Jovens do Khovo e Coro Juvenil Maria Rivier.

A Associação Kulungwana e o Conselho Municipal de Maputo, dedicaram a abertura desta Temporada, aos citadinos de Maputo, e particularmente à celebração dos 130 anos da Cidade das Acácias. É neste contexto em que subiram ao palco vários coros vindos de instituições que se inserem nas várias comunidades de Maputo que colaboram com o coro Xiquitsi. Um conceito concebido pela Directora Artística do Xiquitsi, Kika Materula como “parte da filosofia do Projecto que consiste em descentralizar a música para as diferentes comunidades, garantindo o acesso à cultura a todas as classes”.

Os concertos do Xiquitsi continuaram, e o Salão Nobre do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, acolheu o habitual “Concerto de Gala” que contou com a presença dos patrocinadores deste projecto musical e de diversas personalidades moçambicanas.

Já no dia 11 de Maio, num “Concerto Privado” o recém inaugurado auditório do BCI foi palco de uma noite musical memorável oferecida pela Orquestra e Coro Xiquitsi na companhia dos músicos convidados.

Depois deste concerto seguiram-se as duas “Noites Clássicas” que tiveram lugar no Teatro Avenida com a prestação dos músicos internacionais convidados.

O tradicional concerto “Tarde Para Pais e Filhos” marcou o encerramento desta série de concertos no Montebelo Indy Maputo Congress Hotel contando com a presença de mais de 340 Pais e filhos que tiveram a oportunidade de interagir de forma directa com a Orquestra num concerto narrado por Kika Materula e pelo Professor Carlos Pereira.

Esta série que marca o quinto ano da Temporada de Música Clássica Xiquitsi, é descrita pela Directora Artística do Xiquitsi como ” a Série de Concertos com maior participação Moçambicana, onde pudemos mostrar grande parte dos resultados do trabalho desenvolvido no Xiquitsi, quer a nível da composição com a estreia da Missa de Chissano, como na parte instrumental com a performance a solo de Yannick Jafar e António Nhancale bem como as variadíssimas interpretações de extrema complexidade técnica da Jovem Orquestra Xiquitsi.” realça Kika Materula.

…E porque a música atravessa fronteiras, a série teve a participação de músicos internacionais que deram brilho a esta série de concertos. Linnea Hurttia e Maya Egashira (violino), Pedro Munoz (viola d’arco), Fernando Arias (violoncelo), Manuel Rego (contrabaixo) e José Dias (piano) foram os artistas que deram vida à série.
Durante toda a semana, as salas de concerto estiveram super lotadas o que demonstrou que o vasto público de Maputo tem sede da música erudita, um motivo suficiente para motivar o Kulungwana a seguir com o projecto.

Importa realçar que a segunda série desta Temporada de Música Clássica está marcada para 2 a 6 de Agosto próximo e reserva para os Moçambicanos diversas novidades e inovações.

Xiquitsi- Música Para Todos.