A Noite Clássica do Xiquitsi volta ao Teatro Avenida, em Maputo, para mais um concerto. O espectáculo deste sábado vai arrancar às 19h30 e vai contar com “Estudo para piano solo”, de J. Sibelius; “Improviso, impressões sobre Maputo”, a cidade homenageada nesta série, de Carlos Pereira; “Sonata número seis para violino solo”, de Ysae; e “Trio sob melodias populares irlandesas, de Frank Martin.
Na segunda parte do evento, a Noite Clássica prevê ainda a exibição de “Sexteto com piano em ré Maior, e, mais adiante, as actuações da finlandesa Linnea Hurttia, da japonesa Maya Egashira, do venezuelano Pedro Munoz, do espanhol Fernando Arias, do português Manuel Rêgo, Carlos Pereira e José Dias far-se-ão ouvir mesmo a partir do palco do Avenida.
No penúltimo dia da primeira série da presente temporada do Xiquitsi, a Noite Clássica irá, como tem sido aposta, harmonizar o talento dos artistas jovens, com Fernando Arias, de 30 anos de idade, porém um dos músicos mais relevantes da sua geração no panorama musical europeu, e a experiência do português Carlos Pereira, que nasceu em Maputo em 1969, quem também compôs obras para cinema e documentário da RTP2.
Com efeito, o concerto de hoje vai procurar marcar o tempo e percorrer as culturas mundo, tendo a música clássica como veículo de uma viagem infinita, porque amanhã só termina a primeira série da temporada no Montebelo Indy Congress Hotel às 16h00 num concerto para pequenos e graúdos.