pedro-saglimbeni-munnoz
Violetista venezuelano que realizou os seus estudos de música no Sistema das Orquestras Juvenis do seu país, continuando mais tarde na Alemanha e na Polónia na European Mozart Academy. Realizou cursos de viola com Nobuko Imai, Sergue Collot e Gerard Caussé, com quem actuou como solista.

Foi solista com as orquestras sinfónicas mais importantes do seu país, assim como com a Orquestra Sinfónica de Colômbia, Orquestra Nacional do Panamá, a Orquestra Filarmónica Rodhanien da França, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Nacional do Porto e Orquestra Gulbenkian. Participou em Recitais na Argentina, Chile e Costa Rica e na Europa na Itália, Espanha, Polónia, Hungria, República Checa, Bélgica, Alemanha, Noruega e Inglaterra. Foi primeiro viola solista da Orquestra Sinfónica de Lara (Venezuela), e foi seleccionado para primeiro-viola da Real Filarmonía de Galícia. Participou em festivais nos Estados Unidos com a Pan American Festival Orchestra e em Puerto Rico com a Orquestra do Festival Musical das Américas.

Desde o ano 1996 reside em Portugal onde foi viola solista da Orquestra do Norte. Ganhou em 1999 o primeiro prémio do Concurso Júlio Cardona na Covilhã e gravou dois CD com Duos para violino e viola de Mozart, Martinú e Villa-Lobos. Realizou em Lisboa a integral das Sonatas para viola e piano de Brahms e Hindemith e integrou diversos quartetos e ensembles de música de câmara. Foi convidado para viola solista da Orquestra Gulbenkian durante a temporada 2005-2006, e para diversos concertos da Orquestra Nacional do Porto. Recebeu o Título de Especialista em Música do Instituto Politécnico de Lisboa e no ano 2013 e 2014 foi tutor do Estágio Gulbenkian para Orquestra e Professor do 4to Curso para Cordas de Steinen (Alemanha).

Actualmente é o primeiro viola solista da Orquestra Sinfónica Portuguesa no Teatro Nacional de São Carlos e lecciona aulas na Escola Superior de Música de Lisboa. Desde 2013 faz parte da Camerata Atlântica.